Pentágono identifica pessoas à distância pela assinatura cardíaca

Pentágono identifica pessoas à distância pela assinatura cardíaca
Diogo Barreto 01 de julho de 2019

Esta forma de identificar pessoas à distância tem uma taxa de sucesso de 95%, garante o Pentágono. Principais limitações são roupas pesadas.

Não existem dois batimentos cardíacos idênticos e por isso, tecnicamente, é possível identificar uma pessoa a partir da sua assinatura cardíaca (tal como se pode fazer através da dentição ou da impressão digital). E os militares norte-americanos do Pentágono querem aproveitar-se desta singularidade para identificar pessoas à distância de forma inequívoca.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais