Como se espalha a Covid-19 num jantar de família? E na escola?

Como se espalha a Covid-19 num jantar de família? E na escola?
Diogo Camilo 11 de dezembro de 2020

Contexto familiar é responsável por 70% das infeções do novo coronavírus e pode provocar novo aumento de infetados no Natal e Ano Novo. E a máscara pode não ser suficiente para evitar contágios.

Em 12 meses de pandemia, aprendemos a descobrir como o vírus da Covid-19 infeta e se propaga, como se combate e como pode ser derrotado. O novo coronavírus espalha-se pelo ar e, por isso, ambientes fechados são especialmente perigosos e reuniões de família são a principal razão para o crescimento de casos do novo coronavírus. Escola e restaurantes também preocupam, embora o número de infetados conhecidos nestes espaço seja muito menor. Como funciona então a transmissão do vírus nestes diferentes espaços?

O SARS-CoV-2, o vírus da Covid-19, é transmitido através de partículas expelidas pela boca ou pelo nariz de uma pessoa infetada. Aerossóis são partículas mais pequenas, que viajam por distâncias menores e ficam mais tempo no ar - cerca de quatro horas. Gotículas são maiores e podem viajar distâncias maiores, mas permanecem no ar apenas alguns segundos.

O modo como agimos também influencia a quantidade de gotículas e aerossóis que largamos. Gritar e cantar em locais pouco ventilados durante um maior período de tempo aumenta o risco de contágio, explicando assim porque os primeiros surtos conhecidos aconteceram em bares de karaoke e coros de igreja no Japão e Coreia do Sul.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais