Matança de golfinhos volta às ilhas Faroé

Matança de golfinhos volta às ilhas Faroé
Ana Bela Ferreira 15 de setembro

A tradição de matar golfinhos volta a ser alvo de ataques. Desta vez pode ter sido atingido um número recorde de animais mortos. O artigo contém informações e imagens que podem chocar.

A prática não é novidade e as críticas à mesma também não. Mas desta vez a caça de golfinhos nas ilhas Faroé parece ter atingido um novo recorde: 1.400 animais mortos.

O grupo de golfinhos foi levado para o maior fiorde no Atlântico Norte, no domingo. Os barcos encurralaram os animais na praia de Skalabotnur, onde foram mortos com facas.

As carcaças foram depois levadas para a costa e distribuídas pelos locais para consumo. As imagens divulgadas mostram as águas vermelhas por causa da quantidade de animais mortos.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais