Will Smith confessa que quis matar o pai

Will Smith confessa que quis matar o pai
Sónia Bento 05 de novembro

No seu livro de memórias, que vai ser lançado no dia 9 de novembro, o ator revela os momentos traumáticos da sua infância. O pai batia na mãe e ele jurou que um dia o matava.

Antes de lançar o seu livro de memórias, que tem como título o seu próprio nome, Will, o ator e produtor norte-americano Will Smith levantou um pouco o véu à revista People e revelou ao mundo os segredos da relação conflituosa dos seus pais – William Carol Smith, técnico de refrigeração, e Caroline Bright, que trabalhava numa escola de Filadélfia. "O meu pai era violento, mas também esteve sempre em cada peça ou recital em que eu entrei. Era alcoólico, mas estava sóbrio nas estreias dos meus filmes. Escutou cada disco e visitou todos os estúdios de gravação", conta Will Smith, de 53 anos, nas primeiras páginas.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui