O moralista

Guerra colonial

A única forma de não transformar a tragédia da História em farsa é aceitar que as feridas da guerra e do processo revolucionário continuam abertas no campo de batalha que é a psique individual e colectiva de duas gerações de portugueses.

Guerra Colonial. Os apelos que ficaram sem resposta
03 de maioAntónio Luís Marinho

Guerra Colonial. Os apelos que ficaram sem resposta

Os últimos anos antes do início da guerra em Angola, na Guiné e em Moçambique foram de intensa actividade diplomática por parte dos movimentos nacionalistas, tentando seguir a via do diálogo, evitando assim um conflito armado.

A temível (mas encantadora) Gallasch-nikov
17 de abrilMaria Henrique Espada

A temível (mas encantadora) Gallasch-nikov

Já declamou 'E Depois do Adeus' e imitou um relato de futebol na Assembleia Municipal de Lisboa. É tudo menos cinzenta e a incrível história da família não termina no vídeo da polémica com Francisco Louçã. Quem é afinal Aline de Beuvink, com quem o conselheiro de Estado tentou gozar?

Napalm por terras de Santa Comba
12 de abrilAntónio Araújo

Napalm por terras de Santa Comba

Testemunhos e documentos mostram que as Forças Armadas dispunham das bombas incendiárias nas então colónias. E até houve empresas portuguesas a entrar no negócio do fornecimento.

Tribunal de Contas já autorizou produção de cartões de ex-combatentes
10 de abrilLusa

Tribunal de Contas já autorizou produção de cartões de ex-combatentes

Na inauguração do memorial ao Combatente de Caldas das Taipas, Catarina Sarmento e Castro explicou que o TDC "pronunciou-se favoravelmente em relação ao contrato do Ministério da Defesa Nacional (MDN) com a Imprensa Nacional-Casa da Moeda, com vista à produção física e distribuição do cartão de Antigo Combatente e do cartão de Viúva ou Viúvo de Antigo Combatente".

Júlio César: “Namorei bastante, mas nem um terço do que se diz”
04 de abrilSónia Bento

Júlio César: “Namorei bastante, mas nem um terço do que se diz”

Nasceu em Chança, Alter do Chão e foi lá que começou a representar, aos 8 anos. Estreou-se como ator profissional ao lado de Raul Solnado e foi sempre um boémio - chegou a alugar um elétrico e desviou um autocarro. Depois de uma pausa, está ansioso por trabalhar.

Carvalho das Barbas: o comandante das milícias em Angola
18 de marçoTiago Carrasco

Carvalho das Barbas: o comandante das milícias em Angola

Carvalho das Barbas foi um herói para os brancos e um diabo para os negros. Jogava à bola com cabeças decepadas e há quem o acuse de ter usado câmaras de gás improvisadas. Trabalhava com a PIDE e os militares.

Guerra Colonial: As milícias da vingança branca
17 de marçoTiago Carrasco

Guerra Colonial: As milícias da vingança branca

Os ataques da União dos Povos de Angola (UPA) contra os colonos portugueses, a 15 de março de 1961, não pouparam mulheres nem bebés. Centenas de colonos ficaram para se vingar. A SÁBADO teve acesso exclusivo a um diário de horrores.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)