Ventura perde líder do Chega Porto, Jorge Pires, após retirada de confiança

Ventura perde líder do Chega Porto, Jorge Pires, após retirada de confiança
Alexandre R. Malhado 31 de março de 2020

Jorge Pires, presidente da Associação Pediátrica Oncológica do Hospital de São João, demite-se da presidência do Chega Porto após ficar sem a confiança política da sua própria distrital.

A comissão política da distrital do Porto do Chega retirou a confiança política ao seu próprio presidente, Jorge Pires, conhecido na sociedade civil por presidir a Associação Pediátrica Oncológica do Hospital de São João, apurou a SÁBADO

A moção de censura foi votada, por maioria, em reunião de distrital de dia 23 de março. À SÁBADO, Jorge Pires confirmou a retirada de confiança da sua própria estrutura por motivos de "divergências de organização da distrital". "Não estou a utilizar isto para promoção pessoal, não sou um político. O André Ventura e o Diogo Pacheco de Amorim convidaram para o Chega para replicar o que fiz no São João, a nível de causas cívicas. Mas não me revejo no rumo que a distrital está a tomar", lamentou. A retirada de confiança acontece um mês depois da primeira reunião da distrital, onde curiosamente foi votada uma moção de confiança ao líder Jorge Pires. 

De acordo com o vice-presidente do Chega, Diogo Pacheco de Amorim, a direção não pode interferir na vida das distritais, tendo apenas "aconselhado Jorge Pires a pedir a sua demissão e a ficar em gestão até que a situação sanitária fique regularizada".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais