Sindicato pede sindicância a serviços da administração da justiça

Lusa 20 de setembro de 2019
As mais lidas

Sindicato diz que milhares de oficiais de Justiça frequentaram várias vezes, e com aproveitamento, cursos para promoção, mas não conseguem ser promovidos.

O Sindicato dos Oficiais de Justiça (SOJ) entregou hoje à ministra da Justiça, com conhecimento da procuradora geral da República, um abaixo-assinado subscrito por cerca de 500 profissionais a pedir uma sindicância aos serviços da Administração da Justiça.

Justiça xxx
Justiça xxx
Em comunicado, o SOJ adianta que há milhares de Oficiais de Justiça que frequentaram várias vezes, e com aproveitamento, cursos para promoção, mas não conseguiram ser promovidos, o que, entende o sindicato, é um sinal de "manifesta má gestão dos recursos humanos e das verbas do Orçamento do Estado".

No texto do abaixo assinado lê-se que os Oficiais de Justiça estão "muito preocupados com a gritante falta de transparência nas promoções, transferências, destacamentos, colocações oficiosas e outras formas de mobilidade", pedindo à ministra da Justiça a realização de uma sindicância aos serviços da Direção Geral da Administração da Justiça (DGAJ).

"A falta de transparência que se constata do projeto de movimento ordinário de 2019 gerou um ambiente tal de perturbação generalizada, entre os Oficiais de Justiça, quase sem precedentes, dentro dos tribunais", criticam no documento, considerando também que a DGAJ "favorece uns em detrimento de outros, de forma ilegítima", contribuindo para a desmotivação dos trabalhadores.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana.
Boas leituras!
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais