Sindicato ataca Lucília Gago por ter aberto processos contra magistrados

Sindicato ataca Lucília Gago por ter aberto processos contra magistrados
SÁBADO 06 de dezembro de 2022

Magistrados do Ministério Público acusam a Procuradora-Geral da República de "intimidação" e falam em "intoleráveis pressões políticas".

A procuradora-geral da República ordenou a instauração de um processo especial de averiguação sobre a atuação do magistrado do Ministério Público (MP) que constituiu como arguida Luísa Salgueiro, presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, no âmbito da "Operação Teia". Pouco tempo depois, anunciou mais um processo de averiguações, desta feita ao procurador que acompanhou as últimas buscas à casa do ex-ministro Manuel Pinho. Agora, o Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP) pronunciou-se e não poupou críticas a Lucília Gago.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais