Quercus: Substituto de amianto nas escolas é cancerígeno

Susana Lúcio 17 de janeiro de 2018

A ONG ambiental garante que o poliuretano que está a ser usado nas escolas como isolamento é altamente inflamável e cancerígeno

O amianto que está a ser retirado das escolas portuguesa está a ser substituído por um material igualmente perigoso para a saúde, avança o Público.

A acusação é feita pela Quercus que garante que o poliuretano que está ser usado como material de isolamento nas escolas é tóxico.

"Não só é altamente inflamável, como tem componentes orgânicas voláteis que se vão libertando com a sua degradação e que que são cancerígenas", disse a Carmen Lima, coordenadora da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza.  

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais