Quatro suspeitos detidos após rapto de filho de diplomata guineense em Lisboa

Correio da Manhã 28 de maio de 2019

Empresário foi mantido em cativeiro durante três dias após ter sido capturado na Amadora.

A Polícia Judiciária deteve na manhã desta terça-feira quatro pessoas envolvidas no rapto de um empresário, filho de um diplomata da Guiné, em Lisboa. Os suspeitos estavam a monte desde a altura do rapto.

A vítima foi raptada na Amadora e mantida em cativeiro durante três dias, amarrado, numa casa na Margem Sul, segundo apurou o Correio da Manhã.

O empresário foi resgatado em janeiro e encaminhado para uma unidade de saúde. Segundo o CM apurou, o filho do diplomata permaneceu em Portugal após o rapto.

Os suspeitos detidos são dois guineenses, um cabo-verdiano e um português.


Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais