PSP

Polícia condenado por ter dado chapada a jovem sem motivo

Polícia condenado por ter dado chapada a jovem sem motivo
Diogo Barreto 17 de abril de 2018

Vítor Bárcia foi condenado a pagar 630 euros pelo crime de ofensa à integridade física qualificada.



Grisa Iosif Luchian passeava de bicicleta numa rua da Amadora quando atirou uma beata de cigarro para o chão. No momento, um grupo de quatro agentes fardados da Polícia de Segurança Pública mandou parar o jovem. Um dos polícias, Vítor Bárcia, "sem que qualquer motivo o justificasse, desferiu uma chapada, de mão aberta, na face esquerda" do jovem, declarou o tribunal da Amadora que condenou o agente a uma pena de prisão de três meses, convertida em 680 euros de multa, pelo crime de ofensa à integridade física qualificada.

Segundo o agente Vítor Bárcia, e os outros três agentes que o acompanhavam, Grisa Luchian, "numa atitude agressiva e provocatória, encostou a sua cabeça à cabeça" do agente, "tendo este último empurrado o corpo daquele na zona da cara, o que fez apenas com o intuito de salvaguardar a sua integridade física".

O tribunal concluiu que "a versão apresentada pelo arguido, para além de não ter resistido no confronto com a demais prova produzida no julgamento", surgiu como "verdadeiramente inverosímil", informou o Diário de Notícias.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais