Polícia Judiciária vai recolher as 124 obras de arte de João Rendeiro

PJ desconfia que algumas obras de arte de Rendeiro podem ter sido falsificadas, mulher do ex-banqueiro quis impedir a retirada dos objetos e o tribunal diz agora que as autoridades não só podem levar as peças suspeitas, como podem retirar as 124 obras de arte.

Esta terça-feira, os inspetores da Polícia Judiciária estiveram na casa de João Rendeiro para avaliar as 124 obras de arte que tinham sido já apreendidas em 2010, mas o processo acabou por ser interrompido. Levantaram-se suspeitas de falsificação, Maria de Jesus Rendeiro, mulher do ex-banqueiro, impediu que as peças fossem levadas pelas autoridades e a história termina com a juíza da Comarca de Lisboa a ordenar a retirada de todas as obras de arte - e não apenas aquelas sobre as quais existem suspeitas de falsificação. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais