Peritos sem formação beneficiam seguradoras na análise dos acidentes

C.A.C. 16 de agosto de 2018

Câmara Nacional de Peritos Reguladores teme que a independência das peritagens aos sinistros esteja em causa devido à falta de regulação.

A Câmara Nacional de Peritos Reguladores teme que a independência das peritagens aos acidentes de viação esteja em causa devido à falta de formação dos peritos que analisam os sinistros, beneficiando as seguradoras e prejudicando os direitos dos lesados. A profissão de perito e regulador de sinistros não exige qualquer formação ou carteira profissional e nem sequer esta regulada por uma entidade autónoma.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais