Medicina na Católica: filhos de "beneméritos" elegíveis com 14 valores

Medicina na Católica: filhos de 'beneméritos' elegíveis com 14 valores
Marco Alves 27 de setembro

Um "descendente em linha reta de um benemérito insigne da Universidade" entrou no Mestrado Integrado de Medicina com nota muito inferior aos candidatos normais. Católica explica à SÁBADO as suas regras.

O Mestrado Integrado de Medicina da Universidade Católica Portuguesa (UCP) vai arrancar este ano com um aluno que entrou com uma média global de candidatura de 158,1 (escala de 0 a 200), bem abaixo das notas dos cursos públicos de Medicina (onde os últimos alunos a ter vaga têm mais de 18 valores) e do último classificado deste curso da própria UCP, que entrou com 168,9.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais