Marinha Grande quer plantar 38.600 árvores

Lusa 27 de outubro de 2017
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 30 de junho a 6 de julho
As mais lidas

O Município da Marinha Grande pretende plantar tantas árvores "quantos os habitantes do concelho", segundo os Censos 2011, disse a presidente, Cidália Ferreira.


O Município da Marinha Grande pretende plantar 38.681 árvores, "tantas quantos os habitantes do concelho", segundo os Censos 2011, disse a presidente, Cidália Ferreira, à agência Lusa.

"Disse na minha tomada de posse que pretendo plantar 38.681 árvores, tantas quantos os habitantes do concelho e para isso quer envolver todas as pessoas", adiantou Cidália Ferreira (PS), revelando que tem realizado vários contactos com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) no sentido de "articular todas as acções" no sentido de fazer renascer o Pinhal de Leiria.

A autarca referiu ainda que mostrou as suas "preocupações na área do turismo, ambiente e da floresta, porque as autarquias têm de ser parceiras".

Temas como as "casas da mata, pontos de vigia e guardas florestais" são "preocupações que já foram manifestadas ao ICNF", reforçou.

Cidália Ferreira anunciou que quer envolver as forças de segurança, nomeadamente os bombeiros, e "ter em consideração a opinião de todos".

O perímetro de segurança de casas e fábricas junto à floresta também "deve estar assegurado na reflorestação".

"Já articulámos que em alguns talhões não seja preciso esperar pelo corte das árvores para a plantação, mas foi-nos dito que teremos de esperar pelas chuvas para plantar, porque é o período certo", adiantou Cidália Ferreira.

Hoje, a Comissão Popular de Defesa do Pinhal de Leiria "O Pinhal é nosso" entregou uma carta à presidente da autarquia, onde constam "algumas das preocupações que a autarquia já está a trabalhar", informou Cidália Ferreira.

A autarca referiu que tem conversado com vários ministérios no sentido de garantir uma "rápida reflorestação", mas de forma "correta". Além disso, o Município pretende ainda envolver as escolas num projecto cívico. "As nossas crianças de hoje são aquelas que vão deixar este legado no futuro. Todos temos de ser responsáveis pela mata, o que não sucedeu neste caso."

"Iremos promover um alargada reflexão sobre tudo isto com especialistas e com quem vive a mata, porque as pessoas que estão no terreno têm experiência e também têm uma palavra a dizer. As instituições de ensino superior também podem contribuir", acrescentou a presidente.

Segundo a autarca, o documento que lhe foi entregue contém muitas destas preocupações, que a "Câmara já antecipou muitos dos procedimentos", mas afirma ter ficado satisfeita com o envolvimento da população. "Todos são bem-vindos para ajudar a reflorestar o nosso pinhal."

Os incêndios do dia 15 de Outubro fizeram desaparecer mais de 80% do Pinhal de Leiria.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais