Investigação trava nomeação de ex-mulher de Rangel para o Supremo Tribunal de Justiça

Alexandra Pedro 31 de janeiro de 2018

Fátima Galante ia ser nomeada como juíza conselheira do Supremo Tribunal de Justiça. Conselho Superior de Magistratura confirma que subida foi adiada.

O Conselho Superior de Magistratura (CSM) explicou esta quarta-feira que a nomeação de Fátima Galante, ex-mulher de Rui Rangel arguida na Operação Lex, foi suspensa até haver uma "decisão final" na investigação. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais