Empresários lamentam fim da Feira Popular. "Havia vontade e não havia"

Empresários lamentam fim da Feira Popular. 'Havia vontade e não havia'
Tiago Neto 06 de julho

Carlos Moedas desistiu do plano que Fernando Medina havia deixado. Em Carnide, os moradores aplaudem, mas a oposição contesta.

Após sete anos de indecisão, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa Carlos Moedas deixou claro que o projeto da Feira Popular previsto para Carnide não vai avançar como parque de diversões, mas sim como parque de lazer. A decisão foi apoiada pela Associação de Moradores do Bairro Novo de Carnide e Quinta do Bom Nome, e dita o fim da especulação.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais