Dirigente do Chega não paga rendas e foge a julgamento

Dirigente do Chega não paga rendas e foge a julgamento
Alexandre R. Malhado 17 de novembro

O presidente da concelhia do Chega em Vila Verde, Braga, foi processado pela ex-senhoria por dever seis meses de renda. Terá deixado também a casa danificada, com cheiro a urina, contam à SÁBADO as advogadas da queixosa.

Corre no Tribunal de Vila Verde uma ação judicial contra o líder do Chega Vila Verde, José Luís Moreira, por rendas em falta e danos patrimoniais de uma casa que arrendava. Em fase de julgamento, a última sessão aconteceu no passado dia 4 de novembro – e José Luís Moreira não apareceu. Aliás, o tribunal não consegue identificar o paradeiro do líder concelhio do partido de André Ventura.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais