Diocese do Porto não vai criar comissão para lidar com abusos sexuais

Diocese do Porto não vai criar comissão para lidar com abusos sexuais
Diogo Barreto 21 de abril de 2019

Bispo do Porto assegura que estão a ser feitas mudanças na Igreja para travar abusos sexuais. No entanto considera desnecessária uma comissão para lidar com eventuais casos no Porto.

O bispo do Porto, D. Manuel Linda, não tem dúvidas de que a Igreja Católica está a trabalhar para combater a pedofilia no seu interior. Mas admite que mesmo com esses esforços, "é possível que alguém volte a fazer asneiras". Mas mesmo assim, a diocese do Porto não vai, ao contrário do que aconteceu com a de Lisboa, avançar com medidas de controlo da pedofilia.

O bispo do Porto é então o primeiro do país a confirmar que a sua diocese não terá uma comissão para estabelecer medidas de controlo ao abuso de menores no seio da Igreja. A mesma diocese não vai então investigar possíveis casos passados de pedofilia. 

"Ninguém cria, por exemplo, uma comissão para estudar os efeitos do impacto de um meteorito na cidade do Porto", justifica D. Manuel Linda, em entrevista à TSF.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais