DCIAP investiga risco de furto há meses

DCIAP investiga risco de furto há meses
António José Vilela 05 de julho de 2017

É um segredo polémico: o Ministério Público já estava a investigar uma denúncia que alertou para a possibilidade de furto de armamento em Tancos. O processo acabou por ficar meses na gaveta até o assalto acontecer

O Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) abriu há vários meses um inquérito-crime com base numa denúncia que alertou para eventuais riscos para a segurança nacional. Este relato incluiria a menção à forte possibilidade de se verificarem furtos de armas em larga escala em instalações das Forças Armadas, por exemplo na base militar de Tancos, que é a sede do comando da Brigada de Reacção Rápida e da Unidade de Aviação Ligeira do Exército (UALE).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais