Covid-19: PS salienta resultados positivos mas que ainda exigem condicionamento

Lusa 07 de abril de 2020
As mais lidas

"Todos têm de manter o esforço para se manterem confinados nas suas habitações, excluindo os movimentos considerados indispensáveis para efeitos laborais ou acesso a bens públicos essenciais", apelou José Luís Carneiro.

O secretário-geral adjunto do PS afirmou, esta terça-feira, que há convergência entre técnicos e responsáveis políticos de que as medidas de confinamento social tiveram resultados positivos na contenção da covid-19, mas frisou que importa manter o condicionamento.

José Luís Carneiro
José Luís Carneiro Pedro Catarino

Esta posição foi transmitida à agência Lusa por José Luís Carneiro, na sequência da terceira reunião técnica sobre a situação epidemiológica em Portugal, no Infarmed, que contou com as habituais presenças do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, do primeiro-ministro, António Costa, do presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, e de representantes dos partidos com assento parlamentar, entre outros responsáveis.

"Os esforços conjuntos que têm vindo a ser desenvolvidos estão a produzir resultados positivos - resultados que se medem nomeadamente na redução do número médio de contágios nos últimos dias. Todos convergem em reconhecer que essa redução do número médio de contágios é o resultado do conjunto de medidas que têm vindo a ser desenvolvidas", apontou.

De acordo com o "número dois" da direção do PS, apesar de os resultados conhecidos serem positivos, "aconselham que todas as mensagens que têm sido dadas ao país, designadamente por parte do Presidente da República, do primeiro-ministro e demais intervenientes na condução deste processo, devam ser sublinhadas e mantidas".

"Todos têm de manter o esforço para se manterem confinados nas suas habitações, excluindo os movimentos considerados indispensáveis para efeitos laborais ou acesso a bens públicos essenciais", referiu.

José Luís Carneiro disse em seguida que a quarta reunião técnica no Infarmed terá lugar no próximo dia 15 e "servirá para se procurar aferir em que medida os dados positivos se consolidam".

"Em função dessa análise, vamos ver como poderemos encarar o nosso futuro nos meses de maio e de junho em termos de retoma de algumas atividades que são essenciais para toda a sociedade, nomeadamente as escolares. Vamos manter todos os esforços determinados até hoje para procurarmos ter a perspetiva de que na próxima avaliação haja uma luz ao fundo do túnel", reforçou.

Nas suas declarações à agência Lusa, José Luís Carneiro deixou também uma mensagem de pesar pela morte da subdiretora-geral da Saúde, Catarina Sena, que faleceu esta segunda-feira, aos 47 anos, vítima de doença prolongada.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Opinião Ver mais