Bolieiro pede PSD sem linhas vermelhas ao Chega: "Temos de reconhecer a pluralidade"

O presidente da região autónoma dos Açores, que firmou um acordo de incidência parlamentar com o Chega, considera que Luís Montenegro não deve ter linhas vermelhas em relação a André Ventura.

O presidente da região autónoma dos Açores, José Manuel Bolieiro, considera que o novo presidente do PSD, Luís Montenegro, não deve ter linhas vermelhas em relação ao Chega, dando a sua própria solução governativa — um governo de coligação PSD-PPM-CDS, com um acordo de incidência parlamentar com a Iniciativa Liberal e o Chega. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais