Baptista Leite "nunca tinha visto tantas pessoas morrerem num turno" em que afinal morreu uma

Baptista Leite 'nunca tinha visto tantas pessoas morrerem num turno' em que afinal morreu uma
Margarida Davim 21 de janeiro

Médico e deputado do PSD fez relato dramático após turno de 12 horas como voluntário no sábado. Hospital de Cascais diz que nesse dia morreram seis pessoas, três com covid-19, apenas uma delas no turno feito por Ricardo Baptista Leite.

Ricardo Baptista Leite usou as redes sociais para descrever um cenário que o impressionou, depois de ter trabalhado como médico voluntário no Hospital de Cascais, no sábado. "Nunca vi tantas pessoas morrerem num só turno de 12 horas. Nunca vi tantas mortes, na minha vida profissional, num tão curto espaço de tempo", disse, num apelo a medidas de confinamento mais duras que ganhou eco na comunicação social. Mas quantas pessoas morreram com covid-19, afinal, nessas horas nesse hospital? Segundo fonte oficial da instituição apenas uma. 

"O Hospital de Cascais esclarece que no passado sábado, dia 16 de janeiro, foram registados seis óbitos nesta unidade, três dos quais na urgência dedicada a doentes suspeitos ou positivos covid-19, tendo um desses óbitos ocorrido no turno entre as 8h00 e as 20h00", avançou à SÁBADO fonte oficial. 

A instituição reconhece, contudo, que a mortalidade registada nesse sábado foi superior à média registada desde março. "Foi um dia em que, lamentavelmente, registámos um número de óbitos superior à média durante esta pandemia", nota a mesma fonte. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais