Ainda não há responsáveis pela fuga de luso-israelita Joaquim Matos

Alexandra Pedro 08 de janeiro de 2018

Extradição do criminoso está a ser avaliada em Israel. Foi pedida em Julho do ano anterior

Joaquim Bitton Matos fugiu da prisão de Caxias a 19 de Fevereiro de 2017 e até ao momento ainda não foram identificados os responsáveis pela evasão do luso-isrealita. De acordo com o Diário de Notícias, esta é já a mais longa fuga dos últimos três anos registada em Portugal. Governo português aguarda pela avaliação de Israel ao pedido de extradição do criminoso. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais