Os piratas do tijolo
João Paulo Batalha
21 de abril de 2021

Os piratas do tijolo

De Vila Real de Santo António a Lisboa, Oeiras e Carcavelos, a promiscuidade de betão entre autarcas e empreiteiros é um velho vício que nunca prescreve.

Sabe-se pouco do que está em causa no negócio algarvio que levou à detenção da presidente da Câmara de Vila Real de Santo António (que entretanto renunciou ao mandato). A suspeita é de corrupção na venda de um terreno municipal a um grupo imobiliário, envolvendo o deputado do PS António Gameiro como eventual facilitador do negócio.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui