Tribunal egípcio decide libertar Patrick Zaki

Tribunal egípcio decide libertar Patrick Zaki
Diogo Barreto 08 de dezembro de 2021

Zaki estava detido desde fevereiro de 2020. Parlamento italiano decidiu atribuir-lhe a cidadania para o poder ajudar com apoio consular.

Um tribunal egípcio ordenou a libertação do investigador Patrick Zaki, detido em fevereiro de 2020 por, alegadamente, ter "espalhado notícias falsas, causado danos à harmonia nacional e incitamento à revolta contra o governo" do Egito. A detenção de Zaki mereceu condenação internacional, principalmente em Itálai, onde o investigador estudava.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais