O que se vota no referendo na Turquia?

O que se vota no referendo na Turquia?
Leonor Riso 16 de abril de 2017

Os 58 milhões de eleitores turcos são chamados a decidir se querem um regime presidencialista em detrimento de um parlamentar. E não fica por aqui


Hoje, 58 milhões de turcos são chamados a votar no referendo que reforça os poderes presidenciais na Turquia. Caso o sim vença, a Turquia passa de um sistema parlamentar a um regime presidencialista, com a eliminação do cargo de primeiro-ministro e a transferência dos poderes deste para o chefe de Estado.

Além desta mudança, serão votadas 18 reformas constitucionais. Se o sim vencer, o presidente turco poderá designar ministros e altos responsáveis oficiais, seleccionar um ou vários vice-presidentes, decidir a imposição ou não do estado de emergência, emitir decretos e escolher metade dos membros da mais alta instância judicial do país.

Os apoiantes do presidente Recep Tayyip Erdogan, o grande impulsionador do referendo, vêem este referendo como uma forma de conseguir estabilidade na Turquia, ao passo que os opositores receiam que Erdogan tenha ainda mais poder sem o escrutínio dos outros sistemas presidenciais, como o francês ou o norte-americano.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais