As ligações perigosas entre Arnaut e um empresário sérvio

O escritório de José Luís Arnaut aconselhou o governo da Sérvia na concessão para expandir o aeroporto de Belgrado, que foi entregue à francesa Vinci. A empresa - dona da ANA, presidida pelo ex-ministro do PSD - comprou uma parcela de terreno a Stanko Subotic. Pouco depois, os dois homens tornaram-se sócios.

Este artigo, ao qual a SÁBADO se associa na sua publicação, resulta de uma investigação conduzida pela KRIK (Crime and Corruption Reporting Network), uma organização sérvia sem fins lucrativos dedicada ao jornalismo de investigação e pelo OCCRP (Organized Crime and Corruption Reporting Project), um consórcio de centros de investigação jornalística especializado em crime organizado e corrupção. 

Quando a gigante da construção civil Vinci obteve os direitos de operação do Aeroporto Nikola Tesla, em Belgrado, no início de 2018, o Presidente Aleksandar Vucic chamou-lhe "um grande negócio para a Sérvia".


"Isto é uma coisa que vai fortalecer a nossa fiabilidade creditícia a trazer-nos mais investidores", disse ele numa conferência de imprensa para publicitar o negócio, que foi suportado por um empréstimo do Banco Europeu para a Reconstrução e o Desenvolvimento.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais