Matt Preston: “O vegetarianismo está ligado ao desejo de retirar o pecado do mundo”

Matt Preston: “O vegetarianismo está ligado ao desejo de retirar o pecado do mundo”
Vanda Marques 18 de maio

Durante 11 anos foi jurado do MasterChef Australia e ainda hoje janta com ex-concorrentes. O crítico, formado em Política, tem novo livro sobre vegetais e diz que está ansioso por regressar a Portugal.

Sentado junto ao mar, com ar de quem acabou de acordar – eram 8h da manhã na Austrália –, mas nem por isso com menos entusiasmo para conversar sobre comida. Matt Preston, nascido em Inglaterra há 59 anos, ficou conhecido como jurado do MasterChef Australia. A roupa excêntrica, os lenços ao pescoço e a boa disposição são a sua imagem de marca. Desta vez não há lenços mas há muitas histórias para partilhar sobre a sua missão de vida: a procura pelo melhor sabor. Essa busca já o trouxe a Portugal. O ano passado, contava ter vindo cá novamente para lançar o livro que chega agora às livrarias – Mais, Mais Receitas com Mais Vegetais para Mais Alegria – só que a pandemia trocou-lhe as voltas. Já a vontade de comer o peixe de Tavira, essa não esmoreceu.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui