Jorge Ben Jor: "O meu trabalho é o meu amor"

A lenda da MPB regressa a Portugal para encerrar o EDP Cool Jazz com um "espetáculo de alegria" em que promete mostrar material novo.

É possível que tenha sido sempre assim, mas quando Jorge Ben Jor nos atende o telefone, do hotel onde vive, em Copacabana, ficamos com a impressão de que os anos não passaram pelo já veterano músico. Somos cumprimentados com um tão expressivo "Salve simpatia!" que parece que não foi há 60 anos que Jorge começou a escrever as suas canções de devoção, seja ao futebol, ao mágico e maravilhoso ou à menina mulher da pele preta

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui