Fisco investiga fundos por abusos em benefícios à inovação

Fisco investiga fundos por abusos em benefícios à inovação
SÁBADO 24 de novembro
As mais lidas

Em causa está a forma como as empresas usam o benefício fiscal do SIFIDE. Fisco pretende detetar situações ilegais, como empresas que beneficiam duplamente do sistema.

A Inspeção Geral de Finanças e a Autoridade Tributária e Aduaneira estão a realizar um conjunto de auditorias específicas ao funcionamento do Sistema de Incentivos Fiscais à Investigação e Desenvolvimento Empresarial (SIFIDE)avança o Eco. O objetivo é identificar potenciais abusos no regime e posteriormente introduzir alterações para os travar.

Alívio no IRS cobrado pela Autoridade Tributária deverá ser pequeno.
Alívio no IRS cobrado pela Autoridade Tributária deverá ser pequeno.
O sistema permite deduzir à coleta do IRC uma parte das despesas das empresas em investigação e desenvolvimento (I&D), num limite de até 82,5% do investimento realizado. As auditorias realizadas pretendem identificar opções menos legais por parte das empresas, como a nomeadamente ao nível da certificação da idoneidade dos projetos em que é possível investir e dos fundos através dos quais esse investimento pode ser feito. O Eco acrescenta ainda que também casos de empresas a beneficiar duplamente do benefício.


Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Investigação
Opinião Ver mais