Cervejaria Ramiro: "Se precisarmos de quatro máscaras por pessoa são 7 mil euros por mês"

Cervejaria Ramiro: 'Se precisarmos de quatro máscaras por pessoa são 7 mil euros por mês'
Ana Taborda 04 de maio de 2020

Pedro Gonçalves, gerente e genro do famoso Ramiro, lamenta não ter sido ouvido sobre a reabertura dos restaurantes. Garante que só não fez takeaway porque não tinha marisco suficiente - nem conseguia garantir a sua qualidade.


Sabe de quem é a frase "Os portugueses fazem as melhores amêijoas do mundo?" Se respondeu Anthony Bourdain, o famoso chef norte-americano que morreu em 2018, acertou. Nas suas quatro visitas a Portugal, Bourdain rendeu-se às amêijoas e aos percebes servidos por Pedro Gonçalves, o homem que gere a mais famosa cervejaria lisboeta. Foi com ele que falámos sobre a reabertura dos restaurantes em tempos de Covid-19.

Os restaurantes podem reabrir a 18 de maio. O Ramiro vai estar a funcionar nesse dia?
Vamos reabrir, mas não sei ainda se no dia 18. Depende do que for exigido, ainda não percebemos objetivamente todas as limitações que vamos ter. Mas é bom ter uma data e diria que abrir com 50% dos lugares também será viável na maioria dos restaurantes. Pelo menos no nosso caso, é melhor do que estar parado.

Como é que está a preparar a reabertura?
Temos algumas coisas mentalmente definidas, mas há outras que têm saído nas notícias e que me causam alguma perplexidade. Máscaras para todos? Não posso pôr cozinheiros de máscara, os próprios clientes vão tirar a máscara para comer. A distância também é uma coisa que só podemos praticar quando não nos movimentamos. Se me levanto para ir lavar as mãos…

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais