Carreiras longas sem cortes no final do ano

Lusa 27 de junho de 2017
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 25 de fevereiro a 3 de março
As mais lidas

Vieira da Silva estima que sejam abrangidos 15 mil novos pensionistas em dois anos e que a medida tenha um custo anual de 49 milhões de euros

Os trabalhadores com muito longas carreiras contributivas vão poder reformar-se, sem penalizações, a partir de "Setembro/Outubro", informou esta terça-feira o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, após uma reunião da concertação social.

NUNO VEIGA/LUSA

Abrangidos ficam os trabalhadores com 60 ou mais anos e com uma carreira contributiva de 48 ou mais anos e quem tenha contribuído durante 46 ou mais anos, tendo começado a descontar para a Segurança Social antes dos 15 anos.

Aos jornalistas, o governante disse estimar que sejam abrangidos 15 mil novos pensionistas em dois anos, com um custo anual de 49 milhões de euros.


Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais