Altice Labs vai ter 1.000 engenheiros a trabalhar em inovação

Joana Carvalho Fernandes 20 de janeiro de 2016

Em Aveiro ficam 700. Os restantes 300 estão em França, Estados Unidos, Israel e República Dominicana. Todos a tentar transformar "boas ideias" em "produtos rentáveis"

A Altice – a gigante francesa que é dona da PT Portugal – não revela os números, mas garante que a aposta no "quartel-general" de inovação de todo o grupo, em Aveiro, é ambiciosa.

Alexandre Fonseca, responsável executivo da Altice Labs Portugal, disse aos jornalistas que "o investimento é manifestamente significativo", beneficia dos "ganhos de eficiência operacional" (leia-se cortes de custos, uma imagem de marca da Altice) mas "não quantificável em euros" – pelo menos apenas em euros. "É também um investimento de tempo, recursos humanos e de capacidade".

A Altice Labs, que teve origem na PT Inovação, é formalmente apresentada esta quarta-feira. Arranca com 1.000 engenheiros – 700 trabalham a partir de Portugal (os técnicos do portal SAPO estão incluidos neste grupo), os restantes estão espalhados por outros quatro centros: França, Estados Unidos, Israel e República Dominicana. Serão "uma massa crítica adicional que vai enriquecer a experiência" que este centro já tem. Juntos, explicou, vão trabalhar para transformar "boas ideias" em "produtos em linha com as expectativas do mercado e rentáveis".



Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais