Lisboa: Penha de França com Espaço Cidadão e balcão SNS24.

23 de junho de 2021
As mais lidas

Penha de França abre espaços de apoio ao cidadão

Para renovar o Cartão de Cidadão e a Carta de Condução, pedir uma certidão de registo criminal, solicitar uma caderneta predial ou marcar um atendimento na segurança social, os residentes na Freguesia da Penha de França podem dirigir-se ao novo Espaço Cidadão. Num só espaço é agora possível aceder a serviços de várias entidades públicas, nomeadamente finanças, mobilidade, saúde, estrangeiros e fronteiras, trabalho e segurança social, entre outros.

Sendo um ponto de atendimento com apoio personalizado para acesso aos pedidos e assuntos relacionados com o Estado central, este espaço é dedicado especialmente a pessoas que não possuam internet ou prefiram ter apoio no acesso a serviços online.

O Espaço Cidadão, apesar de não possuir todas as valências, acaba por ser uma pequena Loja Cidadão em proximidade, concentrando num só local, e de segunda a sexta-feira, das 09h00 às 18h00, serviços de apoio da Autoridade para as Condições de Trabalho, ADSE, Autoridade Tributária e Aduaneira, Caixa Geral de Aposentações, Direção Geral da Administração da Justiça e Instituto do Emprego e Formação Profissional, entre outras.

Localizado no Espaço Multiusos, na Avenida Coronel Eduardo Galhardo, sob o viaduto da Avenida General Roçadas, este serviço resulta de um protocolo entre a Junta de Freguesia da Penha de França e a Agência para a Modernização Administrativa.

Para a presidente da Junta de Freguesia da Penha de França, Sofia Oliveira Dias, "apesar de não ter todas as valências de uma Loja do Cidadão, este espaço é um apoio inestimável a todos os moradores da Penha para os ajudar a resolver pequenos assuntos junto dos serviços da Administração Central".
 
Balcão SNS24

Outro projeto que a Penha de França recebe é o SNS 24 Balcão, instalado na Av. Marechal Francisco da Costa Gomes, Loja 13, Qta do Lavrado, que veio complementar a oferta do Posto Médico. Neste novo espaço pode-se aceder, entre outros serviços, à avaliação e registo dos sintomas provocados pela COVID-19, à marcação de consultas, a teleconsultas, pedir isenção de taxas moderadoras por insuficiência económica, aceder ao serviço de interpretação gestual ou renovar a receitas de medicação crónica.

Sofia Oliveira Dias, presidente da Junta de Freguesia da Penha de França, defende que estes dois espaços "são serviços que vêm facilitar a vida dos moradores, perto de casa, com conforto, proximidade e personalização". São pequenos passos para "melhorar o dia a dia de quem reside na freguesia", considera.