Bayer acaba com venda de contraceptivo Essure e enfrenta processos

Diogo Camilo com Leonor Riso 26 de julho de 2018

Mulheres queixavam-se que o dispositivo causa hemorragias e alergias. O implante deixou de ser vendido em Portugal em Setembro de 2017.

A Bayer vai acabar com a comercialização do contraceptivo feminino Essure. Segundo a empresa farmacêutica alemã, a decisão deve-se a "razões comerciais" que tornaram a sua venda insustentável. A medida acontece depois de milhares de mulheres terem processado a Bayer pelo implante que consideram causar hemorragias e reacções alérgicas. Em Portugal, o produto foi descontinuado em Setembro de 2017.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais