Disney elimina personagem bissexual da nova versão de Mulan

Diogo Camilo com Leonor Riso 18 de abril de 2018

A versão live action do clássico da Disney Mulan estreia em 2020 mas não terá a participação do general Li Shang, o parceiro romântico de Mulan.

A Disney está a preparar um remake de Mulan em live action e já está a correr tinta chinesa pelas redes sociais. Enquanto vão sendo anunciados actores para o elenco, são também descobertos pormenores de algumas modificações que a nova produção vai sofrer em relação à versão original. E um deles envolve uma das personagens principais: o general Li Shang, o parceiro de Mulan, não aparecerá na versão em carne e osso.

O filme conta a lenda da guerreira mais famosa da China, Hua Mulan, que se disfarça de homem para combater na vez do seu pai doente. No campo de batalha, ela prova ser uma verdadeira guerreira e salva uma população inteira do exército huno.

Ainda que não haja confirmação oficial por parte da Disney, as reacções na Internet assumem Li Shang como bissexual por assegurarem que, no filme original, este apaixona-se por Mulan quando esta ainda se vestia como se fosse um homem.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais