Humberto Silva é candidato independente à Câmara de Matosinhos

Lusa 29 de março
As mais lidas

Com Humberto Silva são, até agora, dois os candidatos à Câmara de Matosinhos, depois de o PSD ter anunciado que o seu candidato é o líder da concelhia social-democrata, Bruno Pereira.

O impulsionador do Movimento Diz Não ao Paredão, Humberto Silva, que contesta as obras no Porto de Leixões, é candidato independente à Câmara Municipal de Matosinhos, revelou hoje à Lusa.

EPA/Manuel Fernando Araújo
"É com grande sentido de responsabilidade e de missão que me apresento como candidato independente à presidência da Câmara Municipal de Matosinhos", disse o também presidente da Associação Década Reversível (ADERE), de 34 anos.

Humberto Silva, que trabalha nesta autarquia do distrito do Porto, referiu que encabeça uma lista que tem o desafio de fazer mais e melhor, de trazer a mudança e de apresentar uma nova visão para a cidade.

"Somos pelo progresso e pelo ambiente, pelo desenvolvimento económico e social, pela sustentabilidade, pela qualidade de vida. Acima de tudo somos pela transparência da gestão pública e pela liberdade de decidir unicamente em prol da nossa terra", afirmou.

O executivo municipal é constituído por cinco eleitos pelo PS, dois pelo movimento "Narciso Miranda, por Matosinhos", dois pelo movimento "António Parada, Sim!", um do PSD e outro da CDU.

Com Humberto Silva são, até agora, dois os candidatos à Câmara Municipal de Matosinhos, depois de o PSD ter anunciado que o seu candidato é o líder da concelhia social-democrata, Bruno Pereira, de 36 anos.

As eleições para os cidadãos escolherem a configuração de executivos municipais, assembleias locais e juntas de freguesia têm de ser marcadas pelo Governo para entre 22 de setembro e 14 de outubro.

Em Portugal há 308 municípios (278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira), e 3.092 juntas de freguesia (2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira).