Forças especiais. Como é viver na linha de fogo
19 de marçoLuís Francisco

Forças especiais. Como é viver na linha de fogo

Assegurou a segurança de visitantes ilustres, como a Rainha Isabel II, integrou missões de paz das Nações Unidas, esteve perto da morte várias vezes. António Duarte tem muitas memórias de uma vida de aventuras. Algumas ainda o atormentam.

Carvalho das Barbas: o comandante das milícias em Angola
18 de marçoTiago Carrasco

Carvalho das Barbas: o comandante das milícias em Angola

Carvalho das Barbas foi um herói para os brancos e um diabo para os negros. Jogava à bola com cabeças decepadas e há quem o acuse de ter usado câmaras de gás improvisadas. Trabalhava com a PIDE e os militares.

Guerra Colonial: As milícias da vingança branca
17 de marçoTiago Carrasco

Guerra Colonial: As milícias da vingança branca

Os ataques da União dos Povos de Angola (UPA) contra os colonos portugueses, a 15 de março de 1961, não pouparam mulheres nem bebés. Centenas de colonos ficaram para se vingar. A SÁBADO teve acesso exclusivo a um diário de horrores.

Como Angola dominou os bancos portugueses
22 de fevereiroAntónio José Vilela

Como Angola dominou os bancos portugueses

O braço de ferro durou anos. Houve pressões, jogos de bastidores e muito dinheiro envolvido. Os milhões de Angola colocados na banca nunca tiveram uma origem bem definida: eram do Estado e de figuras poderosas do regime liderado por José Eduardo dos Santos. Estas são as histórias dos esquemas cruzados, offshores, lavagem de dinheiro e relações perigosas.

A grande ilusão de João Lourenço
17 de fevereiroSara Capelo

A grande ilusão de João Lourenço

Entrou com a promessa de reformador, mas a crise económica, a continuação dos abusos entre os poderosos e a violência policial durante a pandemia criaram um rasto de manifestações e mortes. O seu silêncio é entendido como cumplicidade.

4
Faturas no Avante? Há, mas é complicado
10 de setembro de 2020Tiago Carrasco

Faturas no Avante? Há, mas é complicado

Entidade das Contas tem dúvidas sobre os métodos de faturação na festa do PCP. Fomos testar, trouxemos recibos passados à mão, mas também negas.

7
As aventuras dos portugueses em África depois da descolonização
08 de julho de 2020Ana Taborda

As aventuras dos portugueses em África depois da descolonização

Foram presos, torturados e alvo de simulações de fuzilamento. Numa Luanda em guerra civil, um ministro "importado" habituava-se a reuniões com armas na sala e havia quem lavasse os dentes com restos de cerveja e em Maputo contratavam-se criados para irem para as filas de comida da cidade.

A Newsletter Geral no seu e-mail
Tudo o que precisa de saber todos os dias. Um resumo de notícias, no seu email. (Enviada diariamente)