O pântano corporativo

Os meios corporativos, todos sabemos, são hostis à extravagância dos indivíduos que insistem em manter o sentido da sua independência e que não andam de cócoras, que não pedem esmola à porta dos donos do dinheiro e não frequentem os saraus e as mesas dos grandes senhores.

O moralista

Cabritar

Cabritar: brincar com os cidadãos, os eleitores e os contribuintes enquanto se mantém uma pose de estadista enfatuado e um discurso de êxito avassalador cujos méritos só os idiotas não enxergam

O tempo que ficou para trás

Contamos como era a vida maravilhosa dos portugueses em Angola e Moçambique antes das independências, fomos entrevistar o presidente da Câmara de Odemira e recordamos a vida de Maria João Abreu, uma atriz que espalhava afetos.

A Newsletter As Mais Lidas no seu e-mail
Às Sextas-Feiras não perca as notícias mais lidas da semana