PS indicou Ricardo Rodrigues, “o deputado dos gravadores”, para órgão judicial

PS indicou Ricardo Rodrigues, “o deputado dos gravadores”, para órgão judicial
Maria Henrique Espada 12 de maio de 2017

O presidente da câmara de Vila Franca do Campo foi eleito sem oposição, por indicação do grupo parlamentar socialista, para o Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais (CSTAF)

Ricardo Rodrigues, ex-deputado socialista e actual presidente da câmara de Vila Franca do Campo foi eleito esta quinta-feira, dia 11, como vogal do Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais.


O autarca, formado em Direito, tinha sido condenado em Junho 2012 por atentado à liberdade de imprensa e de informação e ao pagamento de uma multa no valor de 4950 euros, por ter levado os gravadores de dois jornalistas da revista SÁBADO durante uma entrevista de que não terá gostado. Suspendeu, após a condenação, as funções de vice-presidente do grupo parlamentar do PS na Assembleia da República (AR), de representante da AR no Conselho Geral do Centro de Estudos Judiciários, e de suplente no Conselho Superior de Informações, até ao trânsito em julgado do caso.
Nas eleições autárquicas de 2013 foi eleito presidente da câmara de Vila Franca do Campo. Em Dezembro desse ano, o Tribunal da Relação indeferiu o recurso da condenação em primeira instância, tendo confirmado a decisão. Ricardo Rodrigues volta agora a ocupar um órgão judicial.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais