Hospitais sem enfermeiros: profissionais iniciam greve esta segunda-feira

Carolina R. Rodrigues 13 de agosto de 2018

Os enfermeiros vão estar em greve "total" entre 13 a 17 de Agosto. O Sindicato Independente Profissionais de Enfermagem ameaça partir para uma paralisação total caso não se chegue a acordo com o Governo.

O Sindicato (SIPE) e o Sindicato dos Enfermeiros (SE), que juntos formam o FENSE, marcaram a greve nacional dos enfermeiros que se inicia esta segunda-feira e se prolonga até 17 de Agosto. A culpa é da estagnação das negociações com Ministério da Saúde, que duram há um ano sobre a carreira especial de enfermagem. A greve, avisaram as entidades num comunicado da semana passada, tem a forma de "paralisação total e com abandono do local de trabalho".

Os serviços mínimos serão respeitados, segundo o SE, e o número de enfermeiros escalados para os dias de greve corresponde ao mesmo número de profissionais no turno da noite. Contudo, o SIPE deixa o aviso de que se o Ministro da Saúde não tomar uma decisão sobre as exigências da classe, os enfermeiros vão avançar com uma paralisação total e não com mais greves. "Quando toda a gente deste país ver os seus familiares a cair para o lado, porque sem enfermeiros não têm qualquer resposta…", ameaça Fernando Correia.

"Não podemos é continuar a consentir que a nossa profissão esteja a ser propositada rebaixada, com o objectivo fundamental de abastecimento de mão-de-obra barata e altamente qualificada para hospitalização privada", sublinhou um elemento do SIPE.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais