Governo trava redução do imposto da gasolina com aumento da taxa de carbono

Governo trava redução do imposto da gasolina com aumento da taxa de carbono
Diogo Camilo 06 de janeiro de 2019

Governo anunciou a redução do ISP sobre a gasolina para o início deste ano mas, quatro dias depois desta entrar em vigor, publicou uma portaria que agrava a taxa de carbono sobre os combustíveis em 1,5 cêntimos por litro.

Em novembro do ano passado, o Governo anunciou que iria baixar a taxa dos produtos petrolíferos e energéticos (ISP) sobre a gasolina em três cêntimos por litro a partir de 1 de janeiro de 2019. Mas a valorização do petróleo, ajudada pela queda do euro, e uma atualização das taxas de carbono cobradas sobre o preço dos combustíveis, publicada através de uma portaria esta sexta-feira, irá agravar o preço entre os 1,3 cêntimos por litro na gasolina e os 1,5 cêntimos no petróleo, noticiou este sábado o Observador.

Com o aumento previsto devido às condições do mercado, que irá variar entre os 1,5 cêntimos no gasóleo e os 2 cêntimos por litro na gasolina, os efeitos do baixar de impostos será anulado. No caso do gasóleo, estes serão ainda mais penalizadores, uma vez que este combustível não beneficiou da descida do ISP. Estes aumentos anunciados para esta semana interrompem uma sequência de 11 semanas com os preços de gasolina e petróleo a em baixa.

De acordo com a portaria publicada em Diário da República, a atualização da taxa de carbono promove a transição tendencial para uma economia de baixo carbono, objetivo que o Governo assume como de "grande relevância no plano nacional, em linha com o contexto internacional".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais