Ex-presidente da Relação de Lisboa é empresário apesar da lei não permitir

Ex-presidente da Relação de Lisboa é empresário apesar da lei não permitir
SÁBADO 22 de fevereiro de 2020

Vaz das Neves, arguido na Operação Lex, tem uma empresa que faturou 190 mil euros em 2018. No entanto, a lei não lhe permite acumular o que recebe como juiz desembargador jubilado com outra atividade remunerada.

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) Luís Vaz das Neves, arguido na Operação Lex, tem uma empresa que faturou 190 mil euros em 2018. No entanto, de acordo com o Público, a lei não lhe permite acumular o que recebe como juiz desembargador jubilado com outra atividade remunerada - pública ou privada.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais