Em Albufeira, britânicos choram a morte da rainha Isabel II

Em Albufeira, britânicos choram a morte da rainha Isabel II
Alexandre R. Malhado 08 de setembro

Lágrimas, hino de pé e aplausos. Na rua da Oura, a notícia da morte da rainha Isabel II emocionou britânicos de férias em Portugal.

Britânicos de tronco nu, com pints vazias espalhadas pela mesa, enquanto assistem a jogos de futebol. Essa é uma imagem comum na rua da Oura, Albufeira. Esta quinta-feira, a euforia dos jogos de futebol foi interrompida por uma notícia triste — the queen is dead. A rainha Isabel II tinha morrido. No bar King's Cross, durante o intervalo do Arsenal - FC Zürich para a Liga Europa, as imagens transmitidas pelas televisões trocaram subitamente os relvados pelo anuncio do pivô da BBC Huw Edwards, de fato e gravata negra. Laury, de New Yorkshire, atirava os olhos à cara para afagar as lágrimas: "Oh bloody hell! Ela morreu! Ela morreu!" Ao lado do marido George, que a consolava — "acontece, darling. já era muito velhinha" —, estava num pranto. "Isto é tão triste. Tenho tantas, tantas memórias dela. Há muitos anos, fui a Londres, a Buckingham, só para a ver. Foi um momento bonito", confessa à SÁBADO a septuagenária, enxugando as lágrimas.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais