Educação nomeia subdiretor que não estava no top 3 da CReSAP

Educação nomeia subdiretor que não estava no top 3 da CReSAP
Sara Capelo 16 de maio de 2020

E nem concorreu. Sugestões estiveram numa gaveta do Ministério durante 17 meses. Nomeação (em substituição) de César Paulo aconteceu ao mesmo tempo que abre novo concurso para o cargo.

César Israel Paulo é o novo subdiretor geral da Direção Geral da Administração Escolar (DGAE) e foi nomeado em regime de substituição ao mesmo tempo que foi aberto novo concurso na CReSAP (a comissão responsável por todos os processos de recrutamento e seleção na administração pública) para encontrar quem ocupe o cargo em definitivo. 

Mas o próprio despacho de nomeação, assinado pela secretária de Estado da Educação, a 30 de abril e publicado a 13 de maio, revela que a escolha de um nome para ocupar este cargo (agora em substituição) levou mais de 25 meses e ignorou a decisão da própria CReSAP.

Cronologia do processo
A então secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, pediu a abertura desse processo de seleção a 12 de março de 2018. Apenas a 17 de julho, o "procedimento concursal urgente" e "sem audiência de interessados" seria lançado pela comissão. Teria a duração de 13 dias. O júri da CReSAP produziu um relatório final em novembro de 2018 que, percebe-se agora, acabaria por ficar na gaveta. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais