Cáritas de Lisboa tem depósitos de €2,4 milhões

Susana Lúcio 09 de março de 2017

A instituição de caridade da Igreja católica criada para ajudar os pobres da Diocese de Lisboa está a ser investigada pelo Ministério Público depois de denúncias contra os seus dirigentes

A Cáritas Diocesana de Lisboa tem mais de 2,1 milhões de euros em depósitos bancários, 320 mil euros em obrigações e é proprietária de imóveis no valor de 1,4 milhões de euros. Ainda assim, em 2014 terá gasto apenas 147 mil euros na ajuda aos pobres, o mesmo ano em que recebeu donativos particulares de cerca de 325 mil euros, avança o Público.

A instituição, que apela à generosidade dos portugueses, só tornou públicas as contas de 2014 e os números revelam que a ajuda directa aos mais necessitados é ainda mais baixa: 11.314 euros no apoio a 319 famílias.

Apesar do património acumulado, a Cáritas de Lisboa, que no relatório de actividades de 2013 do Gabinete de Acção Social identificou um aumento de pedidos de apoio na compra de medicamentos, refere não ter meios para ajudar. "Em muitos casos o agravamento da situação de insuficiência económica exigiria que este apoio fosse prestado mensalmente ao longo do tempo, o que não é possível, face ao número e valor dos pedidos apresentados", lê-se no relatório.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais