Benfica paga a russos para investigar fuga de e-mails

A.R.M. 18 de outubro de 2018

Em declarações às autoridades norte-americanas, os encarnados explicaram que quiseram identificar os responsáveis russos pelos servidores nos quais foram alojados os seus e-mails confidenciais.

Uma empresa de cibersegurança e um escritório de advogados em Moscovo, capital da Rússia, foram contratados pelo Benfica para tentar identificar os responsáveis de empresas proprietárias de servidores na Internet nos quais foram alojados os seus e-mails confidenciais e que têm vindo a ser divulgados através de blogues anónimos. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais