A guerra suja dos bots nas redes sociais

A guerra suja dos bots nas redes sociais
Maria Henrique Espada 08 de setembro de 2019

Nasceram como cogumelos no Twitter: contas novas, perfis falsos e entusiastas de última hora, que até podem ser reais, mas aparentam ser coordenados. A disputa eleitoral já chegou à Internet

SuzzyCorr, conta criada em agosto, um único seguidor no Twitter. A 28 de agosto, durante a entrevista de António Costa na TVI, twitou 21 vezes #Costabem, o hashtag com que a estação de televisão contabilizava a aprovação do desempenho do líder socialista. Havia #Costamal para quem desaprovava – e o fenómeno repetia-se desse lado. Tonicos10987512, perfil também criado em agosto, não segue ninguém e tem seis seguidores, 16 tweets #Costabem. Leonard92439311, conta de junho, sem foto, zero seguidores, 12 vezes #Costabem e não tem um único post sobre qualquer outra coisa. Silvaanando também surgiu em agosto e postou 31 vezes #Costabem. Ruidesa2, criado em agosto, sem foto, sem seguidores, nem segue ninguém. Aliás, nem sequer twitou nada, limitou-se a fazer likes em dez publicações com #Costabem. Fê-lo, por exemplo, num dos 32 tweets com #Costabem da conta TaniaPer_1986, também criada em agosto. A lista continua: ManuelFerr8ra, de agosto, três seguidores, 23 #Costabem; MendesAntnio3, criado em agosto, zero seguidores, um único tweet na página, #Costabem.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais