Rui Rio, o real e o imaginário
Carlos Rodrigues Lima Grande Repórter
03 de dezembro de 2021

Rui Rio, o real e o imaginário

Se o presidente do PSD foi reeleito com o “voto livre”, então tem todas as condições para ser o próximo primeiro-ministro. O erro de Paulo Rangel foi deixar que a sua candidatura fosse tomada de assalto por notáveis, pedantes e alpinistas políticos.

HÁ DIAS ASSIM, EM QUE OS NOSSOS “ACHISMOS”, TEMPERADOS COM UMA PITADA DE preconceito, são abalroados pela realidade. Essa infeliz criatura que faz questão de nos confrontar com ela própria, dizendo-nos que há mais vida fora de uma pequena bolha. Ora bem, a realidade decidiu bater de frente com todos aqueles que tinham vaticinado a morte de Rui Rio, encomendado o caixão, assim como a sua alma (política) ao Divino.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Opinião Ver mais